logo-fumec

Grade Curricular

OBRIGATÓRIA DE AMBAS AS LINHAS DE PESQUISA 

METODOLOGIA DE PESQUISA

O que é ciência. Técnica, ciência e tecnologia. Conceitos básicos do método científico de pesquisa. Métodos e tipos de pesquisa. Invenção e inovação. Processo de produção intelectual. Pesquisa bibliográfica e Revisão bibliográfica. Projeto de pesquisa: organização, conteúdo e finalidades. Elaboração de um projeto de pesquisa. Elaboração de projeto de dissertação. Normas vigentes da ABNT (Apresentação de citações em documentos, Trabalhos acadêmicos e Apresentação, Referências, etc).

DISCIPLINAS OPTATIVAS 

CONCEPÇÃO E ANÁLISE DE EDIFICAÇÕES  

Concepção de sistemas estruturais; Conceitos básicos de análise estrutural: ações e vínculos; Comportamento dos elementos estruturais e dos materiais estruturais; Concepção do modelo discreto – tipos de análise, parâmetros para escolha, discretização da estrutura; Não linearidade geométrica; Não linearidade física; Utilização de procedimentos numéricos e programas para análise estrutural; Introdução ao método dos elementos finitos; Exemplos de simulações numéricas.

CIÊNCIA DOS MATERIAIS 

Introdução à ciência e tecnologia dos materiais, materiais metálicos, materiais cerâmicos, materiais poliméricos, materiais compósitos, relação entre microestrutura-propriedades dos materiais, aplicações dos materiais em construção civil, materiais empregados em recuperação e reforço estrutural, nanotecnologia – estrutura aplicação.

ANÁLISE EXPERIMENTAL DE TENSÕES 

Análise de tensões e deformações; Ensaios em modelos; Dispositivos para medições de deslocamento e deformações; Extensômetros elétricos de resistência; Dispositivos para medidas de força; Ensaios; Análise estatística de dados.

EDIFICAÇÕES EM AÇO 

Aspectos sobre edifícios de aço. Especificações técnicas. Aplicação. Soluções industrializadas. Sistemas estruturais. Tecnologia das construções de aço. Projeto. Fabricação. Transporte. Montagem.

EDIFICAÇÕES EM MADEIRA 

Histórico do emprego da madeira na construção de edifícios. Madeira no Brasil: disponibilidade em florestas nativas e florestas plantadas. Peças roliças. Características físicas e mecânicas. Propriedades de resistência; Propriedades de rigidez. Secagem da madeira. Impregnação da madeira contra a demanda biológica. Componentes da edificação em madeira. Produtos à base de madeira. Principais sistemas construtivos em madeira. Aspectos da sustentabilidade. Detalhes construtivos e durabilidade de edificações em madeira. Patologias nas edificações em madeira.

EDIFICAÇÕES EM CONCRETO ARMADO 

Histórico. Relações com o projeto arquitetônico. Sistemas estruturais básicos. Processos construtivos convencionais: materiais e métodos. Sistemas em concreto armado: moldado no local, paredes de concreto, pré-fabricação. Argamassa armada. Inovações tecnológicas para edificações: concreto de alto desempenho, concretos especiais. Detalhes construtivos.

NOVOS MATERIAIS PARA A CONSTRUÇÃO CIVIL 

Revisão sobre os tipos de materiais estruturais. Classificação tradicional dos materiais de construção. Conceitos sobre alta resistência e alto desempenho: conceituação de desempenho, resistência, durabilidade e vida útil da estrutura. Efeito das adições minerais e dos aditivos químicos sobre o desempenho do concreto.Relação entre porosidade e resistência, entre permeabilidade e durabilidade. Materiais para recuperação de estruturas, cimentícios e fibra de carbono. Materiais não-convencionais.

EDIFICAÇÕES EM ALVENARIA 

Histórico e arquitetura, e materiais: Blocos – tipos, propriedades, normas e aplicabilidade. Argamassas: materiais constituintes e propriedades. Graute: materiais constituintes, propriedades desejáveis, traços e resistências mecânicas, forma de aplicação. Paredes de Alvenaria: tipologia, propriedades mecânicas, ensaios. Sistema construtivo, modulação, concepção estrutural, disposições de elementos componentes do sistema. Métodos e técnicas construtivas utilizados na produção da alvenaria de fechamento e estrutural para edifícios: embutimento de instalações, corte de paredes; Controle tecnológico a ser adotado na produção das alvenarias e suas argamassas para edifícios.

PATOLOGIA DAS EDIFICAÇÕES 

Conceito de Patologia aplicado à construção; manifestações patológicas da alvenaria e revestimentos; problemas causados pela umidade; recalques de fundação; manifestações patológicas do concreto armado; características do projeto de recuperação e reforço; procedimentos de reparo e reforço estrutural;metodologia para análise e diagnóstico das manifestações patológicas.

PROCESSAMENTO E CARACTERIZAÇÃO DOS MATERIAIS 

Transformação de fases e desenvolvimento de microestruturas para obtenção das ligas metálicas. Processamentos dos metais: Lingotamento. Forjamento. Fundição em moldes de areia. Fundição. Soldagem. Usinagem. Conformação de Pós Metálico. Síntese de pós Cerâmicos. Processos de conformação. Sinterização. Síntese de polímeros. Reologia do fundidos. Viscoelasticidade de macromoléculas. Métodos e técnicas aplicados aos processamento de polímeros e compósitos poliméricos. Caracterização de partículas e sistemas particulados: Densidade. Granulometria. Porosimetria. Difração e fluorescência de raios X. Análise estrutural por microscopia: Óptica. Eletrônica (varredura e transmissão). Sonda (tunelamento e força atômica). Análises térmicas (TG-DTG, TA-DTA, DSC, DMA). Espectroscopias (ultravioleta, visível, infravermelho, RAMAN, energia dispersiva. Absorção Atômica. Ensaios Mecânicos.

TRATAMENTO DE ÁGUAS DE ABASTECIMENTO 

A disciplina tem por objetivo aprofundar os conceitos e as técnicas do tratamento da água para o abastecimento público. Assim, fazem parte do escopo, o estudo da qualidade da água, a definição das principais operações e processos unitários empregados no tratamento da água, a apresentação dos critérios e dos parâmetros de projeto e o dimensionamento das unidades de tratamento.

TRATAMENTO DE ESGOTOS SANITÁRIOS 

A disciplina tem por objetivo aprofundar os conceitos e as técnicas do tratamento dos esgotos sanitários. Assim, fazem parte do escopo, a caracterização dos esgotos sanitários, a definição das principais operações e processos unitários empregados no tratamento dos esgotos sanitários, a apresentação dos critérios e dos parâmetros de projeto e o dimensionamento das unidades de tratamento.